quarta-feira, 2 de outubro de 2019

Abono Salarial: Álvaro e Arns votaram a favor do trabalhador



Dois senadores do Paraná votaram contra o governo Bolsonaro e a favor do trabalhador. Álvaro Dias (Podemos-PR) e Flávio Arns (Rede-PR) votaram para manter a mesma regra atual em relação ao pagamento do abono salarial aos trabalhadores. O limite atual do pagamento é para quem recebe até dois salários mínimos.

O governo havia aprovado na câmara dos deputados a mudança que diminuía o pagamento do benefício (de um salário mínimo) apenas para quem recebe até R$ 1.364,43 por mês. Com a derrota no Senado, ficam valendo as regras atuais, que garantem o repasse a quem ganha até dois salários mínimos (R$ 1.996).

O senador Oriovisto Guimarães votou contra essa regra para os trabalhadores.