sexta-feira, 27 de setembro de 2019

Desemprego fica em 11,8% em agosto e atinge 12,6 milhões de pessoas



A taxa de desemprego no Brasil ficou em 11,8% no trimestre encerrado em agosto deste ano. A população desocupada (12,6 milhões de pessoas) recuou -3,2% frente ao trimestre de março a maio de 2019 (13 milhões de pessoas) e ficou estatisticamente estável comparada ao mesmo trimestre de 2018 (12,7 milhões de pessoas).

Os dados foram divulgados nesta sexta-feira (27) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) e fazem parte da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua (Pnad). A pesquisa não usa só os trimestres tradicionais, mas períodos móveis (como fevereiro, março e abril; março, abril e maio etc.).

Ainda segundo o IBGE, o número de empregados com carteira de trabalho assinada no setor privado chegou a 33 milhões. A categoria dos empregados sem carteira de trabalho assinada no setor privado (11,8 milhões de pessoas) foi recorde da série histórica e cresceu nas duas comparações: 3,6% (ou mais 411 mil pessoas) em relação ao trimestre anterior e 5,9% (mais 661 mil pessoas) frente ao mesmo trimestre de 2018.

A Pnad Contínua é realizada em 211.344 casas em cerca de 3.500 municípios. O IBGE considera desempregado quem não tem trabalho e procurou algum nos 30 dias anteriores à semana em que os dados foram coletados.

(Informações da UOL).