terça-feira, 20 de agosto de 2019

PM prende quadrilha logo após roubar e sequestrar empresário na região de Maringá



Quatro assaltantes foram presos na noite de ontem (segunda-feira) após invadirem a residência de um farmacêutico, praticarem o roubo e na sequência levarem a vítima como refém. A ação criminosa aconteceu no município de São Jorge do Ivaí (48 km de Maringá). O bando foi preso por uma equipe da Rotam da Policia Rodoviária Estadual, que realizava um trabalho de fiscalização na rodovia PR323, entre as cidades de Paiçandu e Dr•Camargo.

Os patrulheiros suspeitaram de quatro homens que ocupavam um veículo modelo GM Astra de cor escura. Ao dar ordem de parada ao carro suspeito, o motorista desobedeceu a determinação policial e fugiu em alta velocidade. Após acompanhamento tático (perseguição) o automóvel e seus ocupantes foram interceptados pelos Policiais Rodoviários. Durante a abordagem os patrulheiros encontram no interior do veículo 02 armas de fogo, um simulacro de pistola (arma de brinquedo), capuz, jóias, televisores além de outras objetos.

Ao serem questionados pelos Patrulheiros a respeito das armas encontradas e todos os objetos de procedência duvidosa em poder dos mesmos, o bando confessou aos policiais que minutos antes haviam praticado um assalto a residência em São Jorge do Ivaí. Ainda relataram que um dos moradores do imóvel (empresário) teria sido levado como refém, porém abandonado na PR-554 entre as cidades de Ourizona e Mandaguaçu.

Durante a ação da quadrilha, o farmacêutico chegou a ser agredido (coronhadas) pelos marginais. Segundo a vítima, a todo momento eles pediam por dinheiro e objetos de valores. Para fugirem os criminosos usaram o Astra apreendido e o carro da família, um Toyota Corolla que na sequência foi abandonado junto ao empresário.

Foram presos; Bruno Henrique Fermino Silva, 18 anos, Leonardo da Silva Santos 19 anos, Guilherme Geovani da Silva 24 anos e Lucas Martins de 23 anos, a principio todos moradores da cidade de Paiçandu. Os assaltantes foram levados para a delegacia de policia civil (09°SDP) de Maringá, onde foram autuados em flagrante pela autoridade policial (delegado).

(Colaboração Plantão Maringá - fotos: Polícia Militar)