domingo, 19 de maio de 2019

Se governo não agir logo, fome vai voltar ao país, diz Maia



Em discurso para uma plateia de empresários da construção civil no Rio de Janeiro e na presença do ministro da Fazenda, Paulo Guedes, o presidente da Câmara Federal, Rodrigo Maia, pediu que o governo tome medidas urgentes para destravar o desemprego, caso contrário o Brasil voltará a ter um quadro de fome até o final deste ano. Ele defendeu a elaboração de um programa emergencial de estímulo à economia para ser aplicado enquanto os projetos de reformas são discutidos no Congresso.

“Nós estamos caminhando para o aumento do desemprego, para o aumento da pobreza e no final do ano voltamos a ter fome no país”, afirmou. E provocou Paulo Guedes: “Ministro, quando a gente ouve as suas apresentações, se fechar os olhos, a gente vê um Brasil espetacular, com redução da pobreza, melhora na educação… mas a base da sociedade vive uma crise, uma recessão real há cinco anos.”