domingo, 19 de maio de 2019

Governo federal quer cortar R$ 630 milhões do programa Minha casa Minha Vida



O governo quer reduzir sua parte num subsídio do programa de moradia popular Minha Casa Minha Vida. O impasse sobre o assunto tem causado interrupções e atrasos em construções de imóveis.

A proposta é cortar de 10% para 3% a participação do governo num subsídio chamado "desconto", dentro do orçamento do FGTS. Isso tiraria R$ 630 milhões de uma verba total de R$ 66 bilhões.

A mudança ainda precisa do apoio dos ministérios da Economia e do Desenvolvimento Regional e da aprovação do Conselho Curador do FGTS.