domingo, 24 de março de 2019

Maia exclui pacote anticrime da agenda na Câmara

O pacote anticrime foi enviado por Moro para ser apreciado pelos deputados federais em fevereiro

© Reuters

O presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM), passou a ideia de que o pacote anticrime do ministro da Justiça, Sérgio Moro, está fora da agenda e não deve entrar em discussão na Câmara.

Neste sábado (23), em meio aos conflitos com o presidente Jair Bolsonaro, Maia afirmou: "A minha agenda é a reforma da Previdência", disse após almoço com o governador de São Paulo, João Doria (PSDB).

O pacote anticrime foi enviado por Moro para ser apreciado pelos deputados federais em fevereiro, antes do projeto de reforma da Previdência. No entanto, Maia não trata o tema com prioridade, segundo destacou o UOL.

"Depois da Previdência, a nossa agenda é a reforma tributária e a repactuação do Estado brasileiro. É isso que queremos fazer. De que forma o governo vai ou não participar não é um problema meu, é um problema do Executivo", declarou o presidente da Câmara. "Esse é o grande objetivo de todos no Brasil, organizar as contas do Estado brasileiro."

Maia é o presidente da Casa e o responsável por decidir o que vai ser pautado e votado pelos deputados federais.