quarta-feira, 6 de fevereiro de 2019

Gaeco prende em flagrante vereador de Marechal Cândido Rondon que recebia metade do salário de um servidor em troca de mantê-lo no cargo



O Núcleo de Foz do Iguaçu (Oeste paranaense) do Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco), em trabalho conjunto com a 2ª Promotoria de Justiça da Comarca de Marechal Cândido Rondon, prendeu em flagrante, por volta do meio-dia desta segunda feira, 4 de fevereiro, um vereador suspeito dos crimes de extorsão, concussão e tráfico de influência.


A prisão em flagrante se deu no momento em que o vereador acabava de receber metade do salário (cerca de R$ 2 mil) de um servidor comissionado de Marechal Cândido Rondon, que teria sido indicado ao cargo pelo próprio vereador. Segundo as investigações, tal prática vinha ocorrendo desde agosto do ano passado, sendo o pagamento uma exigência do vereador para que o servidor se mantivesse no cargo.