sábado, 15 de dezembro de 2018

Pai e filho são presos sob suspeita de assassinar dono de bar e balear cliente em Apucarana

Por TNOnline


A Polícia Civil de Apucarana apresentou na tarde desta sexta-feira (14) dois suspeitos de homicídio ocorrido na noite de 21 de outubro, no Jardim Catuaí, na zona sul da cidade. Foram presos Jesus Jezio Correia, de 51 anos, e seu filho Lucas Henrique Pinto Correia, de 18 anos.

Segundo a investigação da Polícia Civil, pai e filho mataram o comerciante Celso Marques, de 43 anos, mais conhecido como Celsão, dono de um bar no Jardim Catuaí. Celsão levou um tiro de arma calibre 20 na cabeça. Na oportunidade outro homem que estava no bar foi ferido a tiro, mas se recuperou das lesões.

Policiais civis acrescentaram que a situação teve início quando pai e filho teriam tirado sarro do dono do bar porque a mulher do comerciante 'teria largado dele e estaria saindo com outros homens.

Celsão ficou indignado com a "brincadeira", pegou canivete e deu uma canivetada em Jesus. Aproximadamente 15 dias após esse espisódio, o dono do bar foi morto com um tiro na cabeça. Pai e filho permanecem presos, à disposição da Justiça.


Disparos de arma e muitas munições
A Polícia Civil acrescentou que em novembro de 2014 Jesus Jezio foi preso após efetuar disparos de arma de fogo na Rua Jair Domingos da Silva, no Jardim Esperança, na zona sul de Apucarana.

Na oportunidade a polícia apreendeu com ele quatro espingardas, sendo uma calibre 36 Boito com quatro munições intactas, uma calibre 22 CBC, capacidade 10 tiros, com 246 munições intactas e duas de pressão Rossi e Urco, munição de calibre 38, e uma espingarda calibre 12 Boito, contendo 3 cartuchos intactos.

Dois presos por estupro
A Polícia Civil também apresentou dois suspeitos de estupro (. Um deles é suspeito de estuprar o enteado de apenas 8 anos.