terça-feira, 20 de novembro de 2018

Protético foi preso por importunação sexual a paciente, em Apucarana

por Claudiney rato, às 10h11min | 20/11/2018



A prisão aconteceu na última quinta-feira (15) quando policiais civis de Apucarana deram cumprimento a um mandado de prisão expedido pela justiça da comarca em desfavor de Osvaldo Bressan Machado, de 59 anos. Ele é acusado do crime de importunação sexual contra uma mulher em seu consultório. Ele é protético.

O pedido da prisão foi feito pelo Ministério Público da comarca e atendido pela 1ª Vara Criminal de Apucarana.

“Ele foi enquadrado no artigo 215 do Código Penal Brasileiro, que trata da Lei da Importunação Sexual, que foi sancionada em setembro deste ano. A mesma torna crime a importunação sexual – caracterizado pela realização de ato libidinoso na presença de alguém e sem seu consentimento. O caso mais comum é o assédio sofrido por mulheres em transportes coletivos”, informou o delegado Dr° José Aparecido Jacovós.

Ainda segundo informou o delegado, a vítima procurou o consultório do autor que é protético, e o mesmo lhe causou alguma importunação sexual. A delegacia da mulher abriu um inquérito e segundo relatos ainda teria acontecido algum tipo de ameaça contra a vítima, que procurou diretamente o promotor de justiça, que solicitou ao juiz a prisão do indivíduo, que foi concedida.