terça-feira, 27 de novembro de 2018

Juiz manda soltar acusado de estuprar agente de saúde de Campo Mourão; vítima foi arrastada quando trabalhava

Por Claudiney rato, às 10h53min | 27/11/2018

(Foto divulgação)
Ele já é acusado de outro estupro em abril deste ano na cidade de Campo Mourão, quando atacou uma mulher em um local isolado e arrastou a vítima para o meio de um matagal e a estuprou. Na ocasião a lesões comprovaram o estupro e a vítima reconheceu o estuprador, que foi denunciado. Neste último caso, nesta quinta-feira (22), Patrício Pereira do Nascimento, 19 anos, acabou preso em flagrante pela Polícia Civil, acusado de estuprar uma agente de saúde do município de Campo Mourão, quando ela fazia visitas nas casas na Avenida Paraná e o acusado, se aproveitando da fragilidade da moça, a agarrou pelo pescoço e a arrastou para dentro do imóvel onde mora e usando de força física e ameaças, a estuprou. A vítima após o crime foi até a delegacia de Polícia Civil e denunciou o crime e o rapaz foi preso. A vítima passou por exames no IML. 

Ontem, segunda-feira (26), para a surpresa da população de Campo Mourão, o juiz da 1ª vara criminal de Campo Mourão, Fabrício Voltaré, mandou soltar o rapaz acusado de estuprar a agente. Para conceder a liberdade do acusado o magistrado alegou que o acusado não registra antecedentes criminais e possui residência fixa e “ocupação lícita”; também destacou que observou que não há indicativos nos autos de que a prisão preventiva se faz necessária para assegurar a aplicação da lei penal, para a conveniência da instrução criminal ou para a garantia da ordem pública ou econômica.

Como era de se esperar se o acusado fosse liderado, a população ficou revoltada, principalmente através de comentários nas redes sociais.

O Ministério Público não concordou com a decisão do juiz e acredita que o acusado possa voltar a cometer outros estupros se ficar em liberdade e deve recorrer da decisão do magistrado e pedir novamente a prisão preventiva.