sábado, 6 de outubro de 2018

Gilmar Mendes X MPF: Ministro manda soltar irmão de Beto Richa e mais sete

Por Claudiney rato, às 09h22 | 06/10/2018

Pepe Richa, irmão do ex-governador Beto Richa - Foto: Agência Estadual de Notícias/Reprodução

A guerra entre Ministério Público e Gilmar Mendes parece que está longe do fim. O ministro do supremo mandou soltar mais uma vez os aliados de Beto Richa, envolvidos nos escândalos de corrupção no Paraná durante o governo tucano de Richa. O próprio Richa que teve a prisão temporária em preventiva decretada acabou sendo liberado por Mendes, que ainda proibiu que ele fosse novamente preso durante o período eleitoral.

Desta vez Mendes determinou a soltura do irmão de Beto, o ex-secretário Pepe Richa e mais sete presos na Operação Integração II, como foi batizada a 55ª fase da Operação Lava Jato. A 55ª fase investiga crimes de corrupção, lavagem de dinheiro, sonegação fiscal, estelionato e peculato em um esquema relacionado à administração das rodovias federais no Paraná, no chamado Anel da Integração. A ação foi deflagrada no final do mês de setembro e prendeu investigados no Paraná, Santa Catarina, Rio de Janeiro e São Paulo. Segundo o Ministério Público Federal (MPF), as investigações apontaram que eram mantidos dois esquemas paralelos de pagamentos de propinas.

O Ministério Público Federal criticou a decisão de Gilmar Mendes, alegando que as prisões foram decretadas em conformidade com a lei e que o habeas corpus deveria ser analisado primeiro pelo TRF-4 e não por Mendes.