terça-feira, 30 de outubro de 2018

Em Barbosa Ferraz dois homens foram condenados e presos por estupro de vulnerável


A Polícia Civil de Barbosa Ferraz deu cumprimento aos dois mandados de prisão expedidos pela justiça após condenação transitada em julgada, sem possibilidade de recursos. De acordo com as informações do Delegado de Polícia Civil de Barbosa Ferraz, Drº Carlos Gabriel Stecca, os dois homens presos, um deles nesta segunda-feira (29), eram réus em processos de estupro de vulnerável. Um dos processos, segundo o delegado, tramitou em segredo de justiça e maiores detalhes não foram repassados.

O delegado pode adiantar que um dos casos envolveu uma ocorrência registrada em 2014, em uma casa na Rua Rio Grande do Norte, próximo da secretaria municipal de educação. No dia da denúncia policiais militares de Barbosa Ferraz, junto com o conselho tutelar, socorreram uma criança com suspeita de overdose de drogas. Denúncias de que as filhas da moradora, uma criança de 11 anos e outra de 13, sofriam abusos, fez com que a polícia passasse a monitorar o local e durante uma abordagem foi constatada a situação degradante a que eram expostas as crianças, pela própria mãe. O caso foi registrado e no dia 03 de janeiro daquele ano, novamente a polícia flagrou a mãe das meninas, junto com elas e outro indivíduo em um riacho. Todos foram levados para a Delegacia e o caso virou um inquérito policial, que resultou, agora, na condenação de um rapaz pelo crime de estupro de vulnerável. Na época a mãe perdeu a guarda das filhas, que foram recolhidas na casa lar.

Como um dos casos, que não seria o mesmo envolvendo as duas crianças citadas acima foi julgado em segredo de justiça, outros detalhes não foram revelados pelo delegado. No caso que estava em segredo de justiça, assim que o acusado soube da condenação se apresentou na delegacia de Barbosa Ferraz.

O outro acusado também está preso e segundo informações conseguidas pela reportagem, de outra fonte, as penas dos dois seriam superiores a oito anos de prisão em regime fechado. Os dois foram recolhidos na carceragem da Delegacia de Polícia Civil de Barbosa Ferraz, onde iniciaram o cumprimento da pena.